11 junho 2006

Dez coisas que definem São Paulo

Coisas que eu não gosto de encontrar em São Paulo
  • Mendigos na rua, muitos. Famílias inteiras, crianças, velhos.
  • Sujeira, muita sujeira.Cheiro de xixi.
  • Excesso de barulho. Dos carros, das pessoas que gritam, dos camelôs que vendem CD pirata na calçada, da música cafona que toca em todo lugar fechado.
  • A pichação de prédios, monumentos, placas.
  • O excesso de possibilidades, o mundo concentrado em um espaço.
Coisas que fazem São Paulo única
  • A amabilidade do povo, a gentileza, a vontade de ajudar.
  • A tolerância – mesmo que limitada – com a diversidade. As duplas só de meninas ou só de meninos de mãos dadas pela rua.
  • A oferta cultural, grande e de qualidade.
  • A oferta gastronômica: incomparável e irresistível.
  • O excesso de possibilidades, o mundo concentrado em um espaço.

    fotos sean hagen 2006

6 comentários:

Ana disse...

Perfeito.

(O excesso de possibilidades mais me aflige do que me agrada!)

marcia disse...

muito do que sou hoje foi formatado por este espírito cosmopolita paulistano que te ensina que o mundo é maior que o teu umbigo e, portanto, é prudente ser tolerante com a diferença.

adoro o excesso de possibilidades.
piu piu piu.

Thelma disse...

Tu tens uma cabecinha bem mobiliada, Sean! Escreves coisas super verdadeiras e reais. Sampa é a própria diversidade.

Sobre o teu "encafifamento", o futebol daqui nao tem nada a ver com a loucura que se vive na época de Copa, no Brasil. A TV, pelo menos, nao muda sua programaçao para passar as partidas. Só os canais pagos transmitem os jogos. Dificilmente ouvimos um grito de "goooooooolllll". Sei que rola muito dinheiro, mas a vibraçao é outra. Vem ver!

c disse...

Impossível passar pela paulicéia e não se abalar e nem curtir essa diversidade maravilhosa. Eu fico fascinada com essa grande variedade de opções. É triste ver que ela também é afetada pelos problemas que afligem as cidades desse Brasil.

cida disse...

o comentário acima foi sem o restante do meu nome

Cássia disse...

Concordo, concordo, concordo...

Mas também... São Paulo, no dia a dia, consegue ser a mais provinciana das cidades do universo.