17 agosto 2006

Dia vermelho

Escarlate
Ganhar por empate é como jogar xadrez com uma galinha.
Mas tudo bem, o ego destroçado dos colorados precisava de um acalanto, seja lá qual fosse.
Mas o gostinho de vitória plena, aquele em que se vence todos os desafios pela garra e brio próprio, isso eles não têm.
Ganhar nas estatísticas não é muito honroso, não.

Solferino
O vulcão Mayon, nas Filipinas, continua dando um espetáculo.
Daria tudo pra ver isso de perto.

Encarnado
Faço hoje, pela primeira vez na vida, exame de sangue.
Se não voltar, meu adeus compungido.
A vida foi boa enquanto durou.

7 comentários:

Graziana disse...

verificará o sangue azul?
;p

marcia disse...

esqueceu o vermelho mais interessante: aquele dos sapatos.

Thelma disse...

Xonzinho, tu nunca fizeste um exame de sangue?!? Então, tu és muito menino ainda! Não vai desmaiar, tá? Me conta se voltaste para casa ou não e quais as sensações experimentadas no primeiro contato da agulha com os canos.

Que chita bacana! disse...

Oh!!! positivo.

Lilaise disse...

Cuidado com o que você deseja.

Eu, por exemplo, tenho muita pânica de forças da natureza. Tipo criança quando faz besteira e os pais levantam a mão e a criança se encolhe toda, sabe? É mais ou menos assim que eu me sinto em relação à Mãe Natureza, melhor não contrariar e sair de perto, quando ela estiver nervosa.

Thelma disse...

Já arrumei a "importação" do ferro, lá no meu blog. Malvado!

Ana disse...

O Supersean fazendo testamento antes de um mísero exame de sangue??
Não creio!!

Quanto a ganhar com honra, reconhecer a vitória também faz parte!

E, se o vulcão fosse no Brasil, teria churrasquinho nas larvas!