15 outubro 2006

Bagunceiro arrumadinho

É lógico que em todo caos há lógica. Tão aí os einsteins pra teorizar sobre o assunto. Mas nem por isso a lógica do caos deve engolir o dia-a-dia. Passei o sábado arrumando armários e gavetas que tavam caóticos e tentando liberar espaço pra guardar mais tralhas.

Sei que é coisa de neurótico, mas me incomoda esse tipo de bagunça, essa que faz a gente perder tempo procurando algo que sumiu num buraco negro, que amassa e estraga o que está "guardado", que afeta o humor de quem sofre da síndrome de pato donaldirritabilidadis aguçadis.

Exemplo: você tá no banho e lembra que botou a toalha pra lavar. Sai ensopado, vai até o armário, tenta pegar uma toalha no meio de milhares que tão socadas num espaço minúsculo. Resultado óbvio: todas caem no chão, em cima da poça d’água que você mesmo criou. Resultado óbvio dois: toalhas sendo chutadas pra todo lado, máquina de lavar cheia com as tolhas chutadas, mais trabalho a ser feito.

O que ainda não aprendi é a organizar as “gavetas” externas, já que por cima do interior arrumadinho, o exterior é uma barafunda, com coisas empilhadas e jogadas pra todo lado. Meu visual também é assim: aparência meio amarrotada, cabelo sempre despenteado, roupa amassada. Mas essa eu vou deixar pra Jung ou Freud resolver. Assim que eu conseguir me decidir por um dos dois.

14 comentários:

Leandertal disse...

Ah, entendi o recado.
Tu queres dizer que não vale a pena tomar banho porque suja as toalhas e molha a casa.
Por isso o visual desgrenhado.

Graziana disse...

"O Pato Donald é um personagem com características Áries-Câncer"
talvez isso possa explicar tudo...

Greta disse...

Ah, pára.

Eu encontro tudo na minha bagunça. Até alguém arrumar, porque-menina-não-é-possível-ninguém-viver-desse-jeito.

Como não? Eu vivo bem pacaraleo e acho tudo. E tudo que eu não quero que ninguém ache não é achado. Mais ou menos. Mas tudo tem explicação nessa vida.

marcia disse...

pato mais irritado do mundo, destemperado, de temperamento primário e sangue quente: vc parece tão cool sentadinho no painel do carro. piu piu.

Mariana disse...

Pior uma bagunceira desarrumadinha, touro com gêmeos e lua em aquário. Eis a ficha. Beijo!

Um taquin de pan disse...

Adoro quando 'finalmente' posso arrumar minhas tralhas... eu sempre acabo descobrindo algo que eu ja nem lembrava mais que existia!

Nanachara C. disse...

Guardar tudo e qualquer coisa, deixando as gavetas 'desse' jeito - Chamam isso também de síndrome do esquilo.
Mas nada que uma daquelas apresentacoes em .pps q circulam nos e-mails nao te motive a mudar... motivar, nao necessariamente fazer. rs.

Sean Hagen disse...

LEANDRO
nada como os iguais pra se entenderem, cabelinho bom.


GRAZI
achei esse texto só agora, mas sempre me autodenominei como o pato. não o dos quadrinhos, que é babaca, mas o das nimações da disney, que é desbocado, impulsivo, sem paciência, brigão.
pura intuição :p


GRETA
tu e o einstein.
divas e divos na mesma companhia.


MARCIA
sim, com tanta dor no pescoço que a laringe tá esmagada.
mau, muito mau.

MARIANA
vassoura em ti!
huáhuáhuáhúahuáhuá
outro beijo!


MÔNICA
putz, é bem isso.
o passado se joga na nossa frente como um pedestre fora da faixa sobre o carro.
creepy!



NANACHARA
veja bem, não é tudo e qualquer coisa: é a tua vida que tá ali, apesar de bagunçada.
e aceito até injeção no olho, mas powerpoint com mensagenzinha bonita, não, pleeeeeeeeeeeeeeeeease.



*

Thelma disse...

Quando iniciamos um processo analítico, o melhor é jogar tudo para fora. Atirar literalmente nossos pertences ao chao. Depois, devagarinho, vamos guardando o que realmente interessa, em seus devidos lugares. Desta forma, aprendemos a priorizar coisas e a saber o que deve ser conservado e o que está sobrando. Até hoje, quando estou em crise, arrumo gavetas. Às vezes, levo dias nisso. Mas, quando termino a arrumaçao, normalmente, estou melhor do que quando a iniciei. Na minha opiniao, arrumar gavetas - sem que isso se torne uma obsessao - é uma questao de organizaçao interna - mais do que externa.

Ana disse...

Ihhhhhh!

Esta doença de fazer faxina, arrumar, organizar é contagiosa??
Tô fora! Não ando com a menor vontade!
Vou saindo de fininho...

Mariana disse...

Vassoura em mim, por que? Sou rato? Barata? Humpf.

Nanachara C. disse...

Sim, a vida: O que é a vida? é tudo e qualquer coisa que guardamos nas gavetas bagunçadas!

Greta disse...

Não é assim, moço. É só que o eu conheço o meu caos. Que eu nem acho que seja caótico.

Mas é aquilo, pessoas diferentes, interpretações diferentes, blablabla

Sean Hagen disse...

*


THELMA
minha guru!

ANA
preguiçosa...

MARIANA
e pra te ajudar nesses cruzamentos astrais, cheirosa! a vassorinha do frevo!

NANACHARA
se descobrir o que é a vida, manda. eu não tenho respsota nenhuma :p

GRETA
adoro blablablá.
pode mandar dois quilos pra mim?



*