16 dezembro 2006

Amor

A primeira vez que a vi não levei fé. Era sem graça, acanhada, um visual meio desbotado e sem vida. Encontros às cegas são perigosos, mas uma amiga havia me garantido que valia a pena. E que seria inesquecível. Foi.

Faz dez anos que a gente se conhece, e não tem dia que não se veja. Tudo o que ela faz pra mim está bom, não reclamo de nada e ainda elogio. Quer saber: ela é perfeita.

Ontem, sem motivo aparente, tomei o maior pé na bunda que poderia imaginar. Ganhei um adeus frio e irremediável, e a notícia de que ela parte quinta-feira. Vou dizer pra vocês, nesse tempo todo fui de uma fidelidade canina. Só de lembrar do cheiro que ela tem meus sentidos se aguçam, e uma melancolia profunda toma conta do meu corpo.

Não sei onde vou comprar pão a partir de sexta. Não há outra padaria que faça igual, simplesmente não há. Nessas quase quatro décadas que carrego nas costas, nunca tinha comido um pãozinho assim: totalmente crocante por fora, com um tom dourado intenso na parte superior e laterais suavemente claras. Por dentro, uma massa densa, pesada e fofa ao mesmo tempo, de um branco tão alvo quanto as nuvens. Quentinho, tem cheiro de acolhimento, de carinho, de amor incondicional que só um pãozinho de 50g pode dar.

Quem souber de uma padaria que faça um pão assim, me avise. Pode ser feia e desbotada como a minha, não importa. Tudo o que quero é me apaixonar novamente.

19 comentários:

Rosamaria disse...

Xôn, tu quase me mata do coração!

Começei a ler e lembrei tudo o que um filho meu passou, perdendo o amor dele. Sofri junto, ela era como se fosse minha filha.
Nojeeeeento! Que susto! pensei que estivesse perdendo a tua amada! Ia sofrer junto contigo tb.

Padaria é mais fácil de encontar. Espero que encontres logo!
Bjs.

Sean Hagen disse...

*


ROSA
padaria é muito mais difícil de encontrar. tô dilacerado, chorando baixinho, mas gritando alto: EU AMO AQUELE PÃO!



*

lila disse...

nó, dimples, que triste. quer um abracinho?

Sean Hagen disse...

*


beijo


*

marcia disse...

não sei não, mas alguma vc aprontou.

> [ eRRuD!tO ] ... disse...

Querido Sean.
Se ajudar, tem uma lá em Porto Xavier. São só 600 km.

lila disse...

feito.

Graziana disse...

puxa um pãozinho assim também quero!

mas to pra te dizer que daqui a pouco voce encontra outra, padaria tem de monte por aí, tenho certeza que se apaixonará de novo :P

Maroto disse...

com essas qualidades todas, só se acha em Sampa. E nem vem que não é auto-promoção: quem faz pão aqui em casa é o marido (sova que é uma beleza!)

Mary disse...

Ai Sean entendo bem essa tua tristeza!sniff..sniff choro junto!Eu fiquei 8 anos sem comer esse paozinho gostoso e crocante e com miolo gostoso, cheiroso..ai...uiii!Sonhava com um paozinho frances quentinho feito na hora, ao invez tinha q engolir aquele pao italiano que dá pra jogar na parede!afff..rsrs...e ainda eles compram em quantidade e guardam no freezer e retiram minutos antes das refeiçoes!urgh!te coisas q só estando longe do Brasil p/ saber como é bom!rsrs..tipos: goiaba, pao frances e feijaoooo....ô delicia!!hehe
Bjus

Maitê disse...

Sean, acho que vc deveria comprar um forno e contratar o padeiro... Ajudaria, né? Abs

ederson disse...

Bá, desde que me mudei pra POA eu sofro com os pães. Nunca achei uma padaria boa, nem lá na zona leste nem agora no centro. Todos os pães ou são secos, ou são duros, ou tem gosto de isopor, ou parecem casco de tartaruga idosa, ou tudo isso junto e mais um fio de cabelo no miolo.
Pães bons há em Rio Grande. Várias padarias de lá fazem ótimos trabalhos e, além de tudo, não chamam nenhum tipo de pão de massinha ou cervejinha.

luis galego disse...

saudade doi muito...não é por acaso que é de dificil tradução e também não é por acaso e infelizmente que só damos a devida importância às coisas quando as perdemos....

para a ferente é que é o caminho....

Um abraço português

maristela bairros disse...

ah, compra uma destas padarias domésticas elétricas! em dois dias vais fazer pão melhor que a ingrata, que se vai!
bjs

Mariana disse...

Hora de experimentar novos sabores...

;.)

Caia de boca na gandaia.

Faz parte.

Um dia volta a vontade/possibilidade de ser fiel a um novo amor.

Beijo!

Felipe disse...

Poxa, cara.
Torço para que superes logo esse momento e que encontres uma outra tão ou mais gostosa que esta ingrata que partiu. :)

fernanda disse...

lá em Lavras do Sul tem uma padaria bem assim, e que faz um pãozinho, humm de dar água na boca, irresistível quando chega quentinho de manhã, douradinho por cima e branquinho nas laterais, crocante, bem de leve. Mas isso, só lá em Lavras, na minha querida cidade, que não é natal, mas é minha =]

Bá... só de lembrar tenho saudade de subir a ladeira e ir na padaria do Beto... que coisa bem boa tchê!

Nanachara C. disse...

hahahaha
viúvo de padaria!

Rodolfo disse...

Doooooh! Que peninha. ;(
Eu conheço uma parecida: a Nutripão