15 fevereiro 2007

Etéreas nuvens de ilusão

-------------------------------------------------------------------------foto Sean Hagen
O sono não tem sido muito bom nos últimos dias. Durmo mal, pouco e acordo muitas vezes durante a noite. E pela manhã, a sensação de que algo está fora do lugar é grande. Acho que todo insone se sente um pouco arqueólogo ao buscar unir os cacos de ilusão que restaram espalhados nos domínios de Morpheu. E eu sou o tipo obsessivo, que fica puxando os fios em busca de explicação, tentando colar as peças que não se encaixam e deixam a memória anuviada. Detesto a sensação de que perdi alguma coisa.

O problema é que os fios que costuram essas tramas são frágeis como teias. A gente pega uma ponta, crente de que puxará toda a meada, e o fio se desfaz, jogando a esperança da descoberta no infinito novamente. Por que aquela pessoa, que na verdade era outra pessoa, disse aquilo no meio de uma festa estranha dentro do almoxarifado da empresa que vc trabalhou em 1915? O problema não é a confusão toda, mas lembrar que “aquilo” é esse. Você não lembra, não faz idéia, mas fica com o “aquilo” martelando na cabeça nas 24 horas seguintes.

Só um dia eu acordei bem. Lembrei de um sonho todo, começo meio e fim. Zumbis tinham dominado o pedaço e estavam comendo os miolos de todo mundo. Eu corria, chutava, explodia cabeças, mas continuava a jornada, astro maior da minha produção adolescente trash. Era pra ser um pesadelo – acho –, mas Freud ou Durand que tentem explicar porque as imagens que deveriam ser lidas como “ruins” acabaram na catarse de um acordar bem humorado. Talvez o fato de ter lembrado tudo tenha mudado essa perspectiva.

Em vez de pedaços de sonhos fofos, que me tiram do sério quando fora do contexto, prefiro os assertivos comedores de miolos. Não sei se eram jornalistas, mas souberam contar um história muito bem.

12 comentários:

Maitê disse...

Sean, tudo bem?


Teu sonho , pelo menos, daria um ótimo roteiro hollywoodiano...

Melhoras com seu sono!

Camu disse...

É Sean, vc deve estar mesmo numa intensa batalha interna... única forma de pôr tudo no lugar de novo!
Beijoca

Adriana disse...

sEAN, CREIO QUE ALEM DE SER UM MAGO COM AS PALAVRAS, TENS O DOM DE COMOVER COM SEUS PENSAMENTOS, DIVAGAÇOES E CONFLITOS INTERNOS.
DA UM PULINHO NO MEU BLOG QDO TENHA UM TEMPO WWW.ADRIANA-WONDERFULLIFE.BLOGSPOT.COM
BEIJINHOS DO OUTRO LADO DO OCEANO

Adriana disse...

sEAN, CREIO QUE ALEM DE SER UM MAGO COM AS PALAVRAS, TENS O DOM DE COMOVER COM SEUS PENSAMENTOS, DIVAGAÇOES E CONFLITOS INTERNOS.
DA UM PULINHO NO MEU BLOG QDO TENHA UM TEMPO WWW.ADRIANA-WONDERFULLIFE.BLOGSPOT.COM
BEIJINHOS DO OUTRO LADO DO OCEANO

Adriana Amaral (Lady A.) disse...

Sean: gostei do sonho dos zumbis!!!

marcia disse...

vc temperou os miolos?
deixou marinando?
foi grelhado ou assado no espeto?
ou era tipo um bolo de carne?
ensopado?
escabeche?
milanesa?
botou pimenta?
ou foi in natura, um eco-sonho?
diz aí, xuxu onírico.

Rodolfo De Carli disse...

eu, na qualidade de insone, sei como é isso. a minha produção trash foi produzida aos 9 anos, onde o personagem principal era um cabritinho de plástico q eu tinha, q os monstros, inimigos dos power rangers tentavam pegar. até hoje o sonho me martela e eu fico tentando descobrir qual o significado daquilo...

Thelma disse...

Sao sonhos de verao, Xonzinho. Observa a diferença de sonhos no verao e no inverno. Os incômodos e cansaços do verao se refletem nos diálogos/brigas com Morfeu. Além disso, tu estás vivendo um momento mais sensível. Neste contexto todo, chutar cabeças é levinho. Bjs.

Ana disse...

Tem um tipo de sonho abominável, que andou acontecendo comigo: trabalhava o dia inteiro e de sonhava a noite inteira que tava trabalhando! E só tinha problema, rolo, coisa chata pra resolver! Cruel!
Se pelo menos eu sonhasse que tava chutando a cabeça de uns & outros!!

Aleksandra Pereira disse...

Ai, é mesmo horrível!
Já sonhei filmes inteiros, e só me ficaram os retalhinhos e a sensação de que a história era boa...

que saco.

Maitê disse...

Xôn, tô com preguiça, mesmo. Hoje mesmo levei um currículo...

Abraços

Ju disse...

Olá. Identifiquei-me muito com o texto. Obrigada pela contribuição ao meu blog. Espero que estejas melhor. Beijos e bom Carnaval. Ju.