04 julho 2007

Bozo messiânico

A História parece se movimentar em ciclos: algo que morreu e foi enterrado, tempos depois volta com uma força inacreditável. E tudo se repete, agregando novas cores, valores e desfechos a um enredo já conhecido.

Hugo Chaves personifica o que de pior a América Latina já produziu com a roupagem de ditador¹. É raso, populista, afetado e histérico. O tipo que deve ter sonhado na adolescência em ser o protagonista de um dramalhão “mexicano”, desses em que o galã anda de cavalo branco e diz frases de efeitos.

Como se nota, ele não precisou de um filme pra andar de cavalo branco e – só – dizer frases de efeito. Se acha maior do que a própria vida. Agora, resolveu dar um ultimato ao Congresso brasileiro e ameaçar não fazer parte do Mercosul, caso não seja aceito em três meses. Chavez chuta um morto que nunca nasceu tentando acertar a política tupiniquim.

Sinceramente? Tchavito é uma espinha que precisa ser espremida. É um perigoso anacronismo ambulante que não fez nem um décimo do mal que ainda pode causar. Por enquanto é um palhaço vestido de vermelho a repetir frases mortas da contra-cultura dos anos 70, feito um papagaio gago. E a protagonizar desastres políticos e sociais por onde passa.

Mas já está na sobrevida. O lugar dele é o túmulo dos esquecidos, de onde foi buscar a forma de governo que preconiza. Tenho certeza que pela bufonaria e populismo, na galeria dos ditadores, vai ficar entre Luis XIV – da fofíssima frase “O Estado sou eu”–, e Juan Domingo Perón – o “pai dos descamisados”, inventor da campanha do agasalho.

Não sei qual alcunha Tchavito vai ter, mas se ele fosse escolher uma, acho que gostaria de ser chamado de messias. Mesmo que isso entrasse em choque com os doutrinamentos da cartilha vermelha de Mao. Afinal, acima de tudo, Hugo Chavez é um revolucionário.

¹Adendo à primeira postagem: a idéia de "roupagem", aqui, é a de trejeitos, maneirismos e cacoetes externos e exóticos que estamos acostumados a encontrar na figura dos ditadores latinos. Mas de forma alguma Chávez se iguala, neste momento, ao grau de terror e insanidade de Pinochet (Chile), Dutra (Brasil) ou Videla (Argentina), por exemplo.

18 comentários:

Graziana disse...

de onde vc tirou esta foto do bozo?
:D

assino em baixo do que disse ;)

bjo

Adriana Amaral (Lady A.) disse...

pera lá Louis XIV pelo menos construiu Versailles e inventou o salto Luis XIV aprimorando a estética hahaha pro Tchavez não vai sobrar nem issso hehehe

Chawca disse...

Nesses casos sou a favor da pena de morte...
O mundo não precisa de um menino mimado como ele,,,,
Se ele pelo menos ficasse quietinho com sanduíche de presunto tava valendo..
Seu texto, como sempre, perfeito...

Um abraço

marcia disse...

concordo com sua análise sobre Chavez. mas discordo da frase "Hugo Chavez personifica o que de pior a América Latina já produziu com a roupagem de ditador".

Chavez ainda vai ter que esforçar muito para ser o pior ditador latino-americano. os últimos 50 anos do continente não poderão ser reescritos por ele.

>> [eRRuD!To] ... disse...

A culpa é do SBT.

>> [eRRuD!To] ... disse...

Agora de verdade. Muito interessante o teu texto. Mas também acho que o pior pior ainda não é. Tá no top 10...
E convenhamos que brigar para fazer parte do Mercosul... fala sério!

Sean Hagen disse...

*



GRAZI
é do site de uma maquiadora que trabalha com cinema.
nanciemarsalis.com/bozojesus.htm



ADRIANA
a tia Luis fez muito, com certeza.
associei o Tchavito a ele pela bufonaria. o que é aquelas eterna vestimenta vermelho cardeal dele?



CHAWCA
até o Chaves do Roberto Bolaños contribui pra alguma coisa, nem que fosse pra criar bordões.
realmente, o Tchavito não tem sanduíche de presunto que segure.
ele é que devia virar presunto.


MARCIA
tentar falar e falar efetivamente sempre é um labirinto na qual podemos nos perder. quando falei em roupagem, pensei na 'casca', apenas, nos trejeitos, maneirismos, cacoetes. cortei um trecho que explicava melhor isso pra ter mais concisão.

tanto que no fecho do texto eu falo que ele não 'fez nem um décimo do mal que ainda pode causar'.

vou fazer um adendo pra não ficar contraditório.

gracias.


REGES
o Mercosul é desculpa.
quanto mais bate no Lula e no Brasil, mais ele acredita que pode se tornar o líder 'natural' da América Latina.




*

maristela bairros disse...

Sean. Perfeita tua análise. Minha curiosidade maior, hoje, é saber quem está por trás deste boneco desengonçado. Houve tempo (ainda há? ) em que se dizia "esse, os EUA estão financiando" ou "esse são os comunistas". Será que esse cara é tão louco que se banca sozinho, baseado em seus barris de petróleo? Me assusta a aliança que ele tem feito com extremistas bem mais profissionais que ele. Aliás, o quadro todo na AL, com Evo, Chávez, Lula e outros, me assusta tanto quanto nos tempos que vivi de Medici, Videla etc. Só trocou o lado do trono: da direita para a esquerda.
bj
maristela
ps: sobre a net - juizado de pequenas causas. há tanta ação contra esses caras que um juiz de respeito não se atreve a dar ganho de causa ao acusado. Eu vi isso direto, quando andava brigando com a Electrolux (e ganhei). A Vivo e a Net são os nomes que mais se ouve na sala de espera das audiêncis. É endêmico.

clarice disse...

Chave, Evo e agora uma nova "Evita" pintando no cenário político latino americano!!!!Será que não arrumam uma boquinha para o Renan?

Maroto disse...

De tanto ouvir alunos e colegas 'de esquerda' argumentarem que o Chaves é mais um injustiçado cuja excelente performance é retratada de modo deformado pelos vilões a serviço do capital eu já andava pensando que meu neoliberalismo nojento tinha passado definitivamente dos limites. Cogitava pedir a alguém que me arrancasse as penas, tocasse fogo e depois vendesse no Kentucky Fried Chicken, que parecia ser só o que eu merecia, mas agora vejo que talvez reste uma esperança. Se não para a esquerda latino-americana, pelo menos para minhas belas penas negras.

marcia disse...

post com nota de rodap� � o m�ximo da sofistica�o. :P
t� eu entendi. s� quis pontuar. chatinha, chatinha.

mas assim (pra Maristela, que agora vai me bater com um martelo e torcer meu biquinho): com todos os defeitos do Lula, que s�o muitos, n�o acho que se possa comparar Lula e Chavez. e n�o temos conhecimento suficiente para avaliar o que levou Evo Morales ao poder, por exemplo. na verdade n�o conhecemos quase nada da Am�rica Latina, e tudo que sabemos de nossos vizinhos vem muito formatado por um modo de pensar ianque, que perpassa a intelectualidade, os produtos culturais e a informa�o que circula na m�dia.

j� Chavez deixou de ser apenas folcl�rico. ele � perigoso mesmo.

marcia disse...

mas que saco estes acentos. :(

ederson disse...

há um pequeno erro numérico no texto: foi Luiz 14 que se sentiu poderosa e disse que "o estado sou eu".

aquela foto do palhaço com Tiradentes tá ótima.

Alex Primo disse...

O que seria dos blogs sem os comentários, hein? Excelente discussão!

Sean Hagen disse...

*



MARISTELA
a gente nunca tem como saber o que realmente move a política. vide a política nacional, em que parte de nossos representatens defende interesses próprios ou de grupos organizados. mas que os EUA ainda são os grandes financiadores de revolucionários e direitistas em países perdidos pelo mundo, isso são.

e tenho que concordar com a marcia. acho complicado botar o lula nessa mesma panela. vc conhece minha trajetória política de longa data, e se tem uma coisa que posso te garantir é que o PT e o lula de hoje, não são os mesmos pra quem tanto militei. são muito mais cordeiros neoliberais do que caricatos ditadores de esquerda.


CLARICE
já arrumaram. o renan calheiros já era pra ter sido fuzilado no paredeão. mas por enquanto é o protagonista de uma novela das oito.


MAROTO
fico pensando como alugém tão cheio de peronalidade e manhas urubosísticas pode se deixar afetar pela opinião da inteligentzia esquerdista. junte-se aos simplinhos como eu e chute o balde. quem não gotar do que eu acho, não ache comigo, ache com outro.
mas se achar uma nota rara de R$100, é minha. perdi e nunca achei.
capice?


MARCIA
chatinha?
achei que era pintinha.
pintinhas têm chatinhos?
:o


EDERSON
gracias pelo toque.
maldito rei sol que fica na minha mente como 15.
agora, me diz aí: se o tchavito é uma caricatura de ditador, não fica legal uma caricatura de bozo e jesus?


ALEX
ave mestre da blogosfera!
me avisa quando vem outra vez que sirvo canapés e champanhota.
tudo pra manter a audiência em alta.
:P




*

Maitê disse...

Vc acredita que eu tinha o teu blog e do Reges aberto e acabei comentando no Reges o que eu queria comentar aqui. Bom, entre ele e o dito cujo da Bolívia, não sei quem é mais insuportável.

Abs

Arnaldo disse...

Caro Sean,

Não sou nenhum defensor do Hugo Chaves, de quem critico, principalmente a política econômica, exageradamente baseada no petróleo, em detrimento de um desenvolvimento da indústria venezuelana, sobretudo a de metalurgia, que poderia, muito bem, receber investimentos com tantos petrodólares. Ao invés disso, sua política de investimentos é retraída, direcionada na quase totalidade para o próprio petróleo e alguma coisa para a siderurgia.

Estive em Caracas e Valência em 2002, num momento muito difícil pra ele, com uma campanha muito forte para tirá-lo do poder. O que me chamou a atenção foi que aqueles que defendiam sua saída eram justamente os das classes alta e média alta, de quem a gente reconhece o perfil já de muito longe. E percebi, conversando com motoristas de táxis, empregados do comércio, operários, a maioria deles muito bem esclarecida, que a classe trabalhadora estava com ele. Tanto que ele se manteve no poder graças a esse apoio.

Repito, não tenho nenhuma simpatia especial pelo Hugo Chaves, mas acho que a gente é muito bombardeado pela grande mídia brasileira, que tem interesses prá lá de escusos, em minha modesta opinião.

Quanto ao Evo Morales, a coisa é ainda pior. Conhecemos tão pouco a Bolívia, que acho muito superficiais as críticas que pontuam por aí ao seu governo. Aliás, temos, no geral, uma forte tendência a desprezar os povos sul americanos com uma grande característica indígena. Isso mostra um traço de preconceito bastante arraigado na nossa gente.

E por fim, concordo com o que você falou sobre a comparação com o Lula que foi comentada aqui. Assim como concordo com a Márcia de que falta muito pro Hugo Chaves ser comparado, em termos de malefício, aos principais ditadores da américa do Sul, inclusive os do Brasil.

Putz! Este comentário está de um tamanho exagerado! Perdoe-me. Eu me empolguei.

Sean Hagen disse...

*



MAITÊ
nós temos blogs quase iguais, vai ver foi isso.



ARNALDO
escrevo pra ter justamente essa interlocução. se é pouco ou muito, não importa, o legal é ouvir opiniões diferentes.

concordo contigo que somos iguinorantes sobre a américa latina. fiquei espantado quando estive na bolívia e peru e o quanto eles nos conhecem políticamente. e não vou nem falar em novelas ou músicas - eram assustador caminhar pelas ruas e ouvir leonardo ou sandy e júnior.

mas fica complicado pra mim aceitar um presidente que manipula o congresso pra ficar no poder, que fecha veículos de comunicação contrário a ele, que faz programas sociais paliativos, mas não reformas de base.

também não sou um especialista pra poder ser peremptório, isso tudo é minha visão sobre os fatos que recebo. e faço essas críticas pelo viés de um cidadão que sempre apoiou os partidos ditos de 'esquerda'.

em suma: o bom de puxar esses assuntos é que sempre aparece alguém com alguma informação que desconhecemos. e colamos mais uma pecinha nesse grande mosaico.




*