11 dezembro 2007

Drácula

Sou uma criatura noturna. Quase sempre prefiro a noite ao dia. Gosto do aparente silêncio das madrugadas, de dormir tarde, de viver um tempo que parece só meu. As pessoas estranham quando digo que ando dentro de casa em completo breu. Como um morcego, meu “sonar” diz onde estão as coisas, e transito sem transtornos por lugares que conheço bem – salvo quando algo fora de rota causa uma surpresinha.

Como ontem. Ao apagar a luz da cozinha depois de jantar, encontrei algo inesperado na sala: um passarinho voando em círculos, totalmente desnorteado. Convivo bem com esses bichinhos, que volta e meia entram e fazem a festa, seja pra deixar um “presentinho” na roupa limpinha do varal, seja pra pegar comida ou roubar material pra fazer o ninho.

O interessante é que, excetuando os passarinhos mais novos, com baixo senso de direção, os velhos sempre acham a saída. Resolvi dar uma mãozinha e pegar a unha o emplumado, mas notei que ele tinha asas diferentes, grandes demais, meio translúcidas quando interpostas à luminosidade vinda da rua. Isso sem falar na cabeça desproporcional.

Então acendi a luz pra ver o que era. E nesse momento, fui brutalmente agredido: um morcego, do tamanho do drácula, veio com tudo na minha direção. Desviei o corpo e ele passou pelo lado, fazendo uma curva e voltando a mil pra cima de mim outra vez. Ficamos nesse balé por um bom tempo, até que ele deu um rasante e foi direto pro meu quarto.

Já lidei com alguns morcegos - nunca dentro de casa -, e todos eram pequenos como camundongos; alguns até engraçadinhos. Mas esse vampiro do cão era enorme, nunca tinha visto um tão grande. Realmente não dava pra dividir a cama com ele, e perdi uma hora vasculhando tudo, atrás de cada buraco, pra ver em que toca havia se metido. Como a janela tava aberta, acho que ele tomou o rumo da noite.

Mais tarde, olhando TV, fiquei imaginando de onde veio esse bicho. E como numa conexão telepática, ele reapareceu pra rir da minha cara - ou pra tomar o meu sanguinho, vá saber. Almofadada pra cá, controle remoto voando pra lá, ele saiu corredor a fora. E eu perdi mais duas horas vasculhando a casa pra tentar descobrir onde diabos a coisa se escondeu. Claro que não achei, tanto pode ter ido embora quanto ainda estar escondido atrás de alguma coisa.

Agora, um aviso: se eu deixar de ver meu reflexo no espelho, não me convidem pra comer massa alho&óleo. Posso ficar meio descontrolado.

26 comentários:

Laurinha disse...

Na minha primeira semana em POA, minha vizinha gentilmente anunciou que janelas abertas eram um perigo - e que morcegos malvados da Redenção agitavam as noites dos desavisados...

Aqui nunca apareceu nenhum, apesar das constantes janelas escancaradas. O que me irritam mesmo são os passarinhos que ficam gritando, nas manhãs de sábado, bem na minha janela! :( hahahaha, viva a natureza urbana!...

Enfim, vou tomar o cuidado de não entrar em nenhum elevador com o sr, depois dessa noite vampiresca!... :P

Lu disse...

Agora sei porque tenho medo do Xon.

.Intense. disse...

Será que eu finjo, que não tou morrendo de curiosidade de saber se vc achou ele da hora que postou pra cá?

Hahahaha....

Sean! a verdade é que eu ri um monte do seu discurso-quase-poético acerca dos passáros, e daí dar de cara com um morcego!

=p

cida disse...

O drácula queria o teu sangue azul.

Rosamaria disse...

que meeedooo!

quando moramos em Cruz Alta não podíamos deixar as janelas dos fundos abertas, os morcegos moravam no forro de um prédio antigo e imundo da visinhança e entravam sem pedir licença.

ele sabia que teu sangue é azul, a Cidoca tem razão.

bjim.

Maroto disse...

arruma um gato, que ele pega o morcego e ainda vai se divertir pra caramba no processo. Caso o bichão já tenha te encontrado desprevenido e não haja mais tempo pra violência contra ele, o jeito é aprender a bater asas e gostar ainda mais das noites em claro

Daniela disse...

No meu outro apto, teve uma família deles que morou no ar condicionado durante uns meses. Eles faziam barulho lá pela meia-noite e depois às 5 da manhã (eu dizia que às 5 eles ficavam contando as novidades uns para os outros, de tanto barulho que faziam). Como não sou nem um pouco notúrnica, acabei despejando os inquilinos inadimplentes.

marcia disse...

homens. por que é que vocês nunca entendem nada?

vc apaga a luz. o bichinho pensa "é minha deixa".
aí ele chega perto e vc se sente... agredido (francamente).
dá uns safanões no bicho e o que é pior: se esquiva.
cria no bicho um puta sentimento de rejeição.

aí ele voa pro seu quarto.
hummmm... que sexy. que ousado. que maligno.
ele se esconde (ele é divertido).
vc busca o bicho pra expulsá-lo do seu quarto.
mas que coisa!!!!

no final, já aceitando apenas as migalhinhas de seu afeto, ele só quer ver TV com você, tipo: compartilhar, entende?
e vc dá uma almofadada no bicho, atira o controle remoto nele.

sinceramente.
não há paixão que resista.

Leandertal disse...

Xôn, os morcegos de Porto Alegre são frugívoros, no máximo poderiam sugar o sangue de um tomate. A menos que tu sejas uma jaca, um melão ou uma goiaba.
Conhecendo o amigo, acho que o morcego não te representava um risco. No máximo, uma indesejada agulhada anti-rábica.
Por via das dúvidas, te vejo na próxima missa das dez. Bençacruz!

Ederson Nunes disse...

ah, toda noite eu rezo para que nada entre pela minha janela. nem morcegos nem passarinhos. ia me dar uma tremenda aflição um bicho voando e eu sem saber o que fazer. e imagino que ele se batesse nas paredes até morrer.

Ederson Nunes disse...

hahahahahaha... agora aparece minha foto no comentário!

Paloma disse...

Numa noite de insônia, foi uma experiência e tanto ler seu texto - já estava esperando alguma coisa louca na minha cozinha...mas as loucuras ficaram mesmo aqui dentro!

Reges.ts disse...

mas tu não fechou a porta do quarto quando ele saiu?
guri!

BABI SOLER disse...

Pânico Total - de morcegos e de blogueiros que possam tirar meu sangue, kkkkkkkkkk.

Se fosse eu não teria dormido...

Sean Hagen disse...

*



LAURA
elevador?



LU
medo deu?
ôxe.
sou uma flor de pessoa.


INTENSE
sumiu, o bichano.
nem sombra dele.
talvez esteja dentro de algum casaco no guarda-roupa.



CIDA
por isso gosto de ti, sempre com esse olhar científico sobre o mundo.



ROSA
morcego sem educação é dureza.
mas aposto que se eles pedissem pra entrar com jeitinho, até trufa ganhavam.
:p



MAROTO
e como faço?
coloco o gato num aeromodelo e sigo atrás do morcego?
ou amarro uns balões de gás?




DANIELA
vai ver é chefe deles que tá aqui agora procurando onde morar.
viu o problema que vc me causou?



MARCIA
sou esquisito, mesmo.
pralgumas coisas eu prefiro escuridão total, quando os outros preferem claridade.
já pra outras,que a grande maioria prefere o escuro, eu prefiro a claridade.
pois é.
acho que faltou química.



LEANDRO
e se eu for uma uva?
me ferrei.
fruta chupada.



EDERSON
tu tá vendo muito filme.
os pássaros de hichtcock é pura ficção.

e finalmente tu é um cara com rosto.
prum fotógrafo, demorou, hein?




PALOMA
insanidade deixou de ser doença na minha vida há muito.
legal te ver aqui.
e quando descobrir uma boa solução pra insônia, me avisa.
tu não tá sozinha.



REGES
nenhuma prova cabal de que ele tenha saído.
sou positivista.



BABI
magoei.
o quê tu e a Lu (lá em cima) têm contra blogueiros amorcegados?



*


*

Maroto disse...

homem de pouca fé, acredite: gatos voam.

Sílvio Moura disse...

Odeio ter essas noites.
Sempre costumo ter. Isso me deixa demasiadamente irritado.
http://www.pulchro.blogspot.com/

Graziana disse...

esses dias minha luta foi contra uma barata voadora, no verão é brabo, voam do vizinho pra cá! odeio baratas, morcegos e ratos :S

mimi disse...

duelando com um rato alado? nooofa! tu é muito mais super-herói do que eu supunha. gamei, tchigrão!

venuss disse...

Xon, tenho uma triste notícia: morcegos sobrevivem uma semana dentro do teu quarto até resolverem se enroscar nos teus cabelos de madrugada. Fato verídico. Comprovado. Aconteceu comigo. Entrou no domingo e me atacou no outro domingo. Sem mais palavras que o trauma ainda é grande.

venuss disse...

esqueci de dizer: tu pode procurar, revirar a casa, chamar amigos, vizinhos, um batalhão, o bichinho se esconde muito bem pra planejar o próximo ataque.

Paulo Vilmar disse...

Conde Sean!
Bota mundo estranho nisso! Para o Morcego não te pegar novamente, feche bem a tampa do sarcófago, ao dormir!
Abraços.

Ederson Nunes disse...

sempre tive rosto no Sapo, não tenho culpa se todo mundo tem blog no Blogger. agora resolvi iniciar um, pra ver se o Google me paga alguma coisa. os portugueses não deixam eu botar publicidade...

Sean Hagen disse...

*



MAROTO
onde tu tem andado, hein?



SILVIO
fecha os olhos e vai dormirm. no outro dia vai parecer um pequeno pesadelo.
- não tenho conseguido entrar no teu blog, avisa que a página não está liberada -



GRAZI
vou mandar meu morceguinho praí. eles adoram insetos.




MIMI
grrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr
wouf, wouf.
sou o supertosco em ação!




VENUS
não vou usar meu panamá antes de sete dias.
não vou, mesmo.



PAULO
vou usar a tática de me aliar ao inimigo e convidá-lo a entrar no sarcófago.
vai ser menos estressante.



EDERSON
rosto de sapo?
eita.
donde.


- tá a fim de ficar, milionário, é? -




*

maristela disse...

Sei que tu vais me bater por causa disso, mas não posso deixar de dizer que acho esse bicho bonitinho porque ele tem cara de cachorrinho! Que vexame. Mas tenho medo dele sim. Aqui em casa, não veio ainda. Mas em outras, já. Aqui,um ratão andou pela despensa e fugiu pela janela. Me rejeitou.
bj

MC disse...

no meu blog tem o post completo sobre a saga do morcego que invadiu meu apartamento quando eu estava completando um mês em poa. o bicho era um porco preto de tão grande. ficou dois dias entocado lá em casa. e eu sou histérica com morcego. eu não comia e não dormia de medo do bicho. quando num domingo a noite ele reapareceu fui pro corredor do prédio chorando bem alto no telefone c a minha mãe. ela veio de pelotas matar o bicho. e a gente achou ele de dia, pendurado de cabeça p baixo na persiana. UM NOJO! depois disso fiquei um mês sem abrir as janelas. botei uma tela na sacada e só depois de uns bons meses abri-as totalmente de novo. super traumático :P