07 fevereiro 2008

Rodamoinho

----------------------------------------------foto Sean Hagen
Ninguém sai impune dos desafios que se impõe – ou não se imporia desafios. A sensação de domar o tempo, um assunto, um percalço, uma questão técnica, uma emoção faz a gente se sentir apto a coisas maiores. Dá aquela sensação de que, se deu certo desta vez, com todas as dificuldades, algo maior pode ser arriscado na próxima.

Imagino que as epifanias sejam feitas do mesmo material: quando subitamente uma verdade se materializa e traz uma outra opção de olhar as banalidades do mundo. Talvez não seja de todo consciente, talvez se manifeste apenas no regozijo da superação num primeiro momento. Mas lá no fundo, onde as águas sempre revoltas giram as pás do moinho que nos dá a energia vital pra ser quem somos, um novo ritmo começa a tomar forma. Mesmo que lento e quase imperceptível, à espera de outras epifanias que consolidem o novo fluxo que começou a se instaurar.

15 comentários:

Adriana Amaral (Lady A.) disse...

ehh voltou lalalallaa

Marcia disse...

toda confiança.

Claudia Lyra disse...

Voltou pra nós!!! Que bom!!! E, pelo jeito, fortalecido por ter vencido desafios pessoais. Beijos!!!

Maroto disse...

benvindo, ó blogueiro pródigo! Foi também um desafio para nós a tua falta (e outro desafio será me superarem na puxação de saco)

Carmencita - geleiairreal.wordpress.com disse...

Se o material que faz o moinho rodar se consolidar, o fluxo fatalmente cessará. Gelo não move moinhos.

Cida disse...

Que novos desafios venham para serem transpostos por ti e te deixem cada dia mais feliz. Boa sorte nessa nova empreitada.
Ah, e não esquece do desafio que me fizeste- de ir me visitar na minha futura moradia.
Um abraço

carmen abreu disse...

alguns desafios fazem sofrer basrante, mas se forem bem vencidos vale a pena, estava com saudade, bj

maristela disse...

eu queria taaannnnnto uma epifaniazinha que fosse. mas nunca vou ter tua garra, amigo velho.
bj

Camu disse...

Ai, ai... os "ires e vires" da vida...

Iupiiiiiiiii que bom que vc voltouuuuuuuu!!!

Bj

Rosamaria disse...

Sean
tô feliz por teres voltado e mais ainda por teres realizado o que querias com sucesso. ele virá às pencas, eu sei. terás novas epifanias.

como a urubua disse, foi um desafio pra nós a tua falta.

bjim, filho.

Sean Hagen disse...

*



ADRIANA
pois é...lalalá lalá.



MARCIA
assim espero.



CLÁUDIA
assim espero.



MAROTO
puxa que eu gosto.
eita.


CARMENCITA
gelo não move moinhos e a literalidade da língua mata a expressão.
agora, de uma coisa vc tem razão: gelo paralisa tudo, principalmente as relações.



CIDA
desafio aceito.
e acho que muito em breve.



MARISTELA
porque tu tem a tua, que é diferente e de outro cepa.
mas tão grande quanto.



CAMU
em qual vc tá?
pelo que vi no seu blog, tá no "vires".



ROSA
eita.
senti saudades também.
é bom demais dialogar com vcs.
gracias.





*

Karina disse...

Não apreciaríamos tão bem a calmaria se não houvessem as tempestades, não é?!
Bjos

BABI SOLER disse...

Poucos sabem degustar o triunfo e transformá-lo em base sólida.

Que bom que está de volta
Um beijo.

Ana disse...

Tu escreve bonito demais, Sean!

Lou Vilela disse...

Belo olhar filosófico!