12 abril 2009

O retorno

A possibilidade de renascer é um dos mitos mais caros à humanidade: a fênix, consumida em chamas, renasce das cinzas; Bela Adormecida, através de um beijo, acorda do sono eterno; e Jesus, imagem suprema do eterno retorno, sobe aos céus em corpo e alma após a morte na cruz.

A crença na renovação é extremamente necessária quando se instauram a desgraça, o desespero ou o desencanto. Não é à toa que marcamos o tempo por dias, meses e anos; aniversários de nascimento e morte; natais, carnavais e páscoas. Precisamos de ciclos bem definidos para experenciar a sensação de que tudo que inicia deve acabar em algum momento. A vida é assim. Viver é assim.

Muitos ciclos se encerram nesse momento de minha vida. Alguns longos, alguns difíceis, alguns produtivos, alguns marcantes. E um novo processo se instaura para girar a roda e acionar novas possibilidades, trazendo a esperança para mudar aquilo que não foi possível e a inquietude de superar aquilo que foi.

É nesse paradoxo que me construo. Não sou um monolito de certezas imutáveis, apesar de ser mais fácil acreditar que as pessoas não mudam – “afinam e desafinam”, como tão bem define Guimarães Rosa. Mesmo o que tenho de mais estável encerra contradições – a noção de doce só existe pela comparação com o amargo, e a ordem se instaura em perspectiva a uma desordem. Não há apenas uma verdade maior, há verdades provisórias.

O Estranho Mundo de Xôn também passa por essas mudanças. Foi criado em abril de 2006, hibernado em abril de 2008 e “renascido” em abril de 2009. Perdeu a alcunha de “estranho” – apenas na grafia, é certo – para ser definido mais sucintamente de Xôn, esse outro que sou eu, mas que também é outro, em uma eterna busca – impossível – pela unificação daquilo que tenho de mais contraditório.

Abril de 2009 é o início de um novo ciclo. Que seja eterno enquanto dure.

11 comentários:

Rosamaria disse...

ôba, ôba, ôba!!!
ele voltou!!!! e eu tenho a honra de ser a primeira a comentar.

fiquei muito feliz quando abri o reader e vi que tinha novidade aqui depois de tanto tempo. seja bem-vindo, cosquirídia,que este ciclo que inicia seja só de sucessos e eterno enquanto durar.

beijão.

cida disse...

Ainda bem que tudo na vida passa. Felizmente os estresses diminuem e chegam outros que podem ser encarados com a maturidade de quem já passou por algo semelhante.
E a roda vai girar porque trabalhas para que ela gire, e com isso a esperança de colher frutos bons. Desejo que essa nova fase seja de muitas conquistas e alegrias.
Também fiquei feliz por te ver aqui. Seja bem-vindo, com ou sem estranho, mais com toda a dose de patifaria que sabes bem.
Um abração

Marcia disse...

quando vejo o Mike, tenho vontade de escovar os dentinhos dele. e de cortar aquelas unhas. praticamente um serviço de pet-xon.

laurastorch disse...

êêêêêêêêêêêêêêêê....

Momento de lembrar das pobres almas abandonadas que sentiam muito a falta do Xon e do estranho no universo regular da blogosfera tupiniquim! :D

Fiquei filiz.
A blogosfera não morreu e eu até recuperei o ânimo e desisti de apagar o meu blog... :P

Ana disse...

Yessssssssssssss!

Fiquei muuuuuuito feliz, agora!!!!

Adriana disse...

Seja benvindo...para trazer alegrias com seus textos. Beijinhos carinhosos cjeios de energias positivas do outro lado do oceano

Alexandre disse...

Ciclos, recomeços, esperanças, e o escambáu, "ói nóis aqui traveis"!
Finalmente! Não aguentava mais olhar aquela fotinho da árvore...
grande abraço!

maristela disse...

Bah, e a pateta aqui que não sabia!
bj

Graziana disse...

que bom te ver de volta.
é smepre muito bom ler o que você escreve.
também tive ibernando um tempinho, agora to ensaiando a volta devagar ;)

Ferdibrand disse...

Bom retorno! E um abraço deste outro que também retorna.

Lu disse...

Ele voltou, ele voltou!
Adorei o "afinam e desafinam". Concordo!
Que seja eterno enquanto dure.
Bom retorno!